Contactos para espectáculos

Contactos para espectáculos
CONTACTOS PARA ESPECTÁCULOS

quarta-feira, 2 de março de 2011

POEMA DAS MÃOS

Poema de Vasco de Lima Couto

Música de Jorge Barradas


Já foram puras estas mãos
Já tive ternas intenções
Busquei amor por toda a parte
Só encontrei desilusões

E quando em mim já nada resta
Que valha a pena aproveitar
Vens tu mulher também vencida
Com o teu amor p'ra me salvar

E assim desamparados os dois vamos seguindo
E a noite nossos vultos encobrindo
Vivemos sem vontade no tempo baloiçando
E o tempo nossas vidas vai queimando

A Marcha da Mouraria, tem o seu quê de bairrista...

Photobucket

Noite de Santo António em Lisboa

Photobucket

Photobucket

Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket

Photobucket